"O Gestor Eficaz" - Centro Universitário do Rio Grande do Norte - UNI-RN
  • Home
  • Institucional
  • "O Gestor Eficaz"

Notícias

"O Gestor Eficaz"
17.11.2011

Em outubro passado, assisti a algumas palestras de ilustres figuras que estão entre as mais citadas na mestria de empolgar plateias. Não precisei sair de Natal, pois as palestras, todas muito boas, fizeram parte dos programas de um Forum Internacional de Gestão e do XI Congresso de Iniciação Científica da FARN. Quanto ao Forum, merece parabéns a empresa K&M, pela ousada promoção e pelos nomes de escol trazidos de distantes plagas. Na abertura do Congresso da FARN, ouviu-se a palavra de Jussier Ramalho, prata da casa, nascido e criado no bairro de Lagoa Seca, nesta cidade de Natal. Hoje, está no rol dos melhores palestrantes do Brasil e é um dos bons divulgadores da nossa terra. Com mensagens de crença na vontade de superar barreiras, na força do potencial humano e na decisão de sempre crescer na profissão e em valores positivos, Jussier agitou os alunos que lotaram o auditório, os quais nunca irão esquecer a história de vida ali exposta de forma exemplar, alegre e didática. É isso, a Academia não é somente o lugar das práticas de laboratórios e dos estudos científicos, pois é também um lugar aberto aos saberes que nascem no meio externo, fruto de qualquer perspicaz e salutar jornada humana. Ao longo do tempo em que me vinculei às funções administrativas, um escritor da área prendeu minha atenção: Peter F. Drucker (1909 -2005), tido como o pai da administração moderna. Tomei conhecimento desse autor a partir de 1985, quando cursei uma especialização em Administração Universitária, com estágios em instituições dos Estados Unidos e do Canadá. Pouco depois, em 1987, ao preparar o plano de gestão do reitorado da UFRN do qual eu seria o titular, pude aplicar o que aprendera sobre as ideias de Peter Drucker. Ainda mais porque na equipe de trabalho havia um fã e grande conhecedor dessas ideias, o Professor José Cláudio de Melo, já falecido, de tantos bons serviços prestados à UFRN. Agora, ao me deparar com as atuais palestras sobre a moderna gestão, vislumbro nas entrelinhas a inspiração do famoso autor, que nasceu na Áustria e viveu a maior parte do tempo nos Estados Unidos. Não se trata de plágio, mas sim de teorias geniais que perpassam o tempo e persistem na base de muitos dos novos discursos. Permitam-me uma digressão, para contar uma passagem de bom humor, que ocorreu na fase preparatória para a assunção ao cargo de Reitor da UFRN, cerca de 25 anos atrás, durante uma reunião de trabalho, que envolveu o prezado amigo José Cláudio. Como cheguei 40 minutos depois da hora marcada para a tal reunião, fui logo pedindo desculpas pelo atraso. Então, Zé Cláudio tomou a palavra e disse: "Não Reitor, o Reitor não se atrasou, nós é que nos adiantamos". No meio do riso geral, Ranke Santos, o caçula do grupo, completou: "É, estou vendo mesmo que vou aprender muito com vocês". Há poucos dias, comprei o livro "O Gestor Eficaz", de Peter Drucker, edição 2011, antes intitulado "O Gerente Eficaz", lançado pela primeira vez em 1967. Trata-se de uma bela edição sob o patrocínio da HSM Educação. José Salibi Neto e Fernando A. Ribeiro Serra, da HSM, escrevem no prefácio: "Estamos convictos de que jamais esta obra foi tão atual e necessária, especialmente em nosso país. Para ter êxito no desafio de ser o país do futuro, o Brasil precisa de mais líderes, de melhores gestores e de mais reflexão sobre soluções eficazes para as organizações". Peter Drucker defende que a eficácia pode ser aprendida e, ao mesmo tempo, que a tarefa do gestor é ser eficaz. Ele diz que os bons gestores mantêm seu foco nas oportunidades e não nos problemas: "A resolução de problemas, embora fundamental, não produz resultados". Enfim, no campo das novas propostas de gestão, voltam agora a florescer as ideias imortais de Peter Ferdinand Drucker.

Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web.

Política de Privacidade Ver opções