Aeroporto, lugar de muitas lições - Centro Universitário do Rio Grande do Norte - UNI-RN
  • Home
  • Institucional
  • Aeroporto, lugar de muitas lições

Notícias

Aeroporto, lugar de muitas lições
30.08.2011

Já fiz boas viagens, pelo Brasil e pelo mundo, todavia, aquém dos sonhados planos de vida. O amigo Manoel Araújo, das bandas do Acari, mestre de sutil bom-humor, costuma dizer que o tempo é ingrato com o ser humano, por exemplo: quando jovens, temos vontade de dormir além da conta, mas devemos acordar cedo, pois o trabalho nos espera. Aposentados, podemos dormir até tarde, porém, cadê o sono? Da mesma forma, diz ele, estamos com todo o vigor para qualquer jornada de longo curso, mas, no geral, o dinheiro é curto durante a juventude, enquanto na fase da "melhor idade", alguma reserva nas finanças pode garantir a meta de viajar; no entanto, achaques e certo enfado tendem a nos prender ao conforto das nossas casas. Quando planejo conhecer outras cidades, visitar locais que me aprazem, desligar do dia a dia, sinto-me um turista cheio de ânimo. Por outro lado, quando penso na bagagem para levar, na quebra dos hábitos diários, inclusive da alimentação, nos atrasos de voos, na chatice dos aeroportos, então penso em desistir ou negociar uma outra data com os parceiros da viagem. Estava precisamente fazendo os planos de um passeio ao exterior, quando me chega às mãos uma crônica de Alain de Botton, na última página da revista Newsweek - edição recente -, na qual ele comenta e aplaude a cidade de Zurique, na Suíça. No rodapé, o editor se refere a de Botton como autor do livro Uma Semana no Aeroporto, um dos vários best-sellers deste reconhecido escritor. Por impulso, veio logo o desejo de ler Uma Semana no Aeroporto, que estava na estante dos livros comprados e guardados para serem lidos depois. O livro resultou das experiências do escritor ao permanecer uma semana no Aeroporto de Heathrow, em Londres. No verão de 2009, a convite de um diretor de Heathrow, Alain de Botton hospedou-se no Sofitel do Aeroporto, para observar e conviver com os usuários do Terminal 5, dispondo de uma mesa de trabalho entre as zonas D e E, do salão de embarque. Ele resume dessa maneira sua rica vivência com tanta gente que exerce seus ofícios ou que transita em tais ambientes: "Penetrar na imensidão de uma sala de embarque é ter nas mãos uma oportunidade, bem característica da rede de transportes do mundo moderno, de observar outras pessoas com discrição, de se soltar em um mar de alteridade e deixar a imaginação correr solta a partir do ilimitado suprimento de histórias fragmentadas que nossos olhos e ouvidos nos provêm". Alain de Botton não teve restrições para explorar as diversas áreas do Aeroporto. Foi a outros terminais, visitou salões de embarque e desembarque, restaurantes, os galpões onde se consertam os aviões; conversou com passageiros, com mecânicos, pilotos, engraxates, carregadores de malas e executivos de alta patente. Extraiu pequenas histórias, algumas cheias de grandes emoções, de alegrias e de pesares, de ganhos e de perdas, sentimentos fortes que se alojavam nas almas e nos corações daqueles personagens. Um engraxate, com quem se encontrou algumas vezes, deixou a seguinte versão do seu ofício: embora fosse pago para dar brilho nos calçados, sua missão era mais de ordem psicológica, ou seja, as pessoas só engraxam os sapatos quando querem enterrar o passado, quando esperam que a cura de uma ferida externa se transforme na cura de uma ferida interna. Será? O famoso escritor vai muito além das impressões físicas do Aeroporto de Heathrow, pois preferiu os aspectos filosóficos e humanos das viagens. Sobre as frustrações frequentes, nas páginas finais do livro, ele assim se expressa: "Por mais benefícios que uma viagem de avião produtiva e oportuna nos proporcione, podemos sempre culpá-la por sua sutil subversão de nossas vãs tentativas de usá-las para mudar nosso destino". Seja como for, não há como se livrar do aeroporto, lugar de muitas lições, aonde todos almejam logo chegar e donde querem logo sair.

Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web.

Política de Privacidade Ver opções