Auditório lotado e palestra sobre júris populares marcam retorno presencial do Projeto Tribunal do Júri - Centro Universitário do Rio Grande do Norte - UNI-RN

Central de Atendimento: 84 3215.2939

  • ACESSIBILIDADE:
  • Aumentar Fonte
  • Tamanho original
  • Diminuir Fonte
  • Contraste
24.05.2022

Auditório lotado e palestra sobre júris populares marcam retorno presencial do Projeto Tribunal do Júri

Auditório lotado e uma plateia atenta à palestra do advogado Anesiano Ramos, presidente da Comissão da Advocacia Criminal da OAB/RN. Foi assim a abertura, na noite de ontem, 23 de maio, do evento "200 anos do Tribunal do Júri do Brasil: da teoria à prática", promovido pelo projeto de extensão Tribunal do Júri, do curso de Direito do UNI-RN, e do qual ele foi palestrante. Momento marcante com o retorno presencial das atividades do projeto.

Anesiano Ramos prendeu a atenção da plateia discorrendo sobre as dores, angústias, a ânsia por justiça, o luto e o sofrimento que se percebe, de um lado, nos júris populares, mas, também, o fio de esperança do outro (lado).

“Vocês estão preparados para esse ambiente?”, questionou o palestrante ao jovens estudantes e futuros jurídicos.

O evento, realizado na noite de ontem no UNI-RN, comemorou, no âmbito da Instituição, e, em especial, para o curso de Direito, os 200 anos de atuação dos tribunais de júri no Brasil. Um vídeo foi exibido no início do evento com casos emblemáticos da atuação desses tribunais no Brasil, como o da menina Isabella Nardoni, o de Elize Matsunaga e o de Suzane von Richthofen.   

“Foi uma das melhores palestras que já vimos no projeto. O dr. Anesiano é um excelente palestrante e prendeu a nossa atenção até o fim”, opinou o aluno Tiago Menezes, integrante da comissão organizadora do Projeto Tribunal do Júri.

O Projeto Tribunal do Júri está na sua 8ª edição e, além das famosas simulações de júris populares, desenvolve pesquisas acerca do Direito Penal e Processo Penal, produz artigos, textos, realiza oficinas de estudo e diversos eventos sobre o Tribunal do Júri.

O PTJ, como é conhecido no corpo acadêmico, é coordenado pelo professor doutor Rasland Luna e presidido pela estudante Maria Clara Soares, do 7º período de Direito do UNI-RN.

O evento de ontem à noite contou com as presenças da coordenadora adjunta do curso de Direito, professora Adriana Gomes, substituindo a titular, Úrsula Bezerra, e do professor João Batista, docente do curso.


SIM, OBRIGADO!