Centro Universitário do Rio Grande do Norte - UNI-RN

Coordenador

Prof. Robson Alves da Silva
fisioterapia@unirn.edu.br
84 3215-2951

Currículo

Fisioterapeuta graduado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN
Mestre em Fisioterapia (UFRN)
Especialização em Terapia Manual (UNI-RN)
Especialização em Avaliação do aparelho locomotor (UFRN)
Capacitação em Gestão de IES (Instituto Lobo)
Professor Substituto do Departamento de Fisioterapia da UFRN, nos períodos de 1995 a 1996 e de 1998 a 2000
Professor nas disciplinas de Fisioterapia aplicada ao aparelho locomotor do UNI-RN
Fisioterapeuta do Hospital Universitário Onofre Lopes (EBSERH/HUOL)

Sobre o Curso

Horário de funcionamento: Matutino, com início às 7h e término às 12h10min
Vagas: 100 vagas anuais
Tempo de integralização: mínimo de 4 anos e seis meses e máximo de 8 anos
Carga horária do curso: 4000 horas

Atos Autorizativos

Autorização:
Portaria Ministerial Nº 3.120 de 12/09/2005
Reconhecimento:
PORTARIA MINISTERIAL Nº 706 de 19/05/2009
Renovação de Reconhecimento:
Portaria Ministerial Portaria Nº 45 de 14/02/2013
Conceito de Curso (CC): 4,0 (2012)
Formas de Ingresso
Processo seletivo (vestibular)
Transferência Externa
Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM)
Programa Universidade para Todos (PROUNI)

Objetivo

Formar um profissional que apresente responsabilidade social, capacitado a atuar na prevenção, reabilitação e cura das pessoas, promovendo melhoria na sua qualidade de vida, jamais abandonando seu senso investigativo e crítico reflexivo, na busca de seu aperfeiçoamento; que desenvolva a habilidade de promover a ação integral e integrada em saúde, na atenção às necessidades físicas, psíquicas e sociais dos indivíduos, sendo um fisioterapeuta que tenha espírito empreendedor e que saiba identificar e intervir continuamente na sua responsabilidade social, além de ser capaz de reconhecer o rigor técnico-científico e humano no desempenho profissional.

Perfil do Egresso

O Bacharel em Fisioterapia graduado pelo UNI-RN terá uma formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, agregada aos atributos técnico-profissionais. Fisioterapeutas que detenham uma visão ampla e global, e respeitem os princípios éticos/bioéticos e culturais do indivíduo e da coletividade. Capazes de ter como objeto de estudo o movimento humano em todas as suas formas de expressão e potencialidades.

Competências e habilidades de alunos

- Atuar em todos os níveis de atenção à saúde, integrando-se em programas de promoção, manutenção, prevenção, proteção e recuperação da saúde, sensibilizados e comprometidos com o ser humano, respeitando-o e valorizando-o, reconhecendo em cada área específica do conhecimento seus melhores atributos e favorecendo a articulação voltada para a ação integrada em saúde;
- Atuar multi profissionalmente, interdisciplinarmente e transdisciplinarmente com extrema produtividade na promoção da saúde baseado na convicção científica, de cidadania e de ética;
- Reconhecer a saúde como direito e condições dignas de vida e atuar de forma a garantir a integralidade da assistência, entendida como conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema;
- Contribuir para a manutenção da saúde, bem estar e qualidade de vida das pessoas, famílias e comunidade, considerando suas circunstâncias éticas, políticas, sociais, econômicas, ambientais e biológicas;
- Trabalhar na antecipação de problemas e agravos à saúde, proporcionando desta forma a efetiva prática da prevenção de doenças  ou afecções que possam trazer prejuízo à saúde e à vida das pessoas;
- Realizar consultas, avaliações e reavaliações do paciente colhendo dados, solicitando, executando e interpretando exames propedêuticos e complementares que permitam elaborar um diagnóstico cinético-funcional, para eleger e quantificar as intervenções e condutas fisioterapêuticas apropriadas, objetivando tratar as disfunções no campo da Fisioterapia, em toda sua extensão e complexidade, estabelecendo prognóstico, reavaliando condutas e decidindo pela alta fisioterapêutica;
- Elaborar criticamente o diagnóstico cinético funcional e a intervenção fisioterapêutica, considerando o amplo espectro de questões clínicas, científicas, filosóficas éticas, políticas, sociais e culturais implicadas na atuação profissional do fisioterapeuta, sendo capaz de intervir nas diversas áreas onde sua atuação profissional seja necessária;
- Ser sensível à condição social daqueles que por ventura venha a ter contato como profissional, adequando sua abordagem às necessidades e desafios encontrados;
- Prestar esclarecimentos, tirar dúvidas e orientar o indivíduo e os seus familiares sobre o processo terapêutico;
- Manter controle sobre a eficácia dos recursos tecnológicos pertinentes à atuação fisioterapêutica garantindo sua qualidade e segurança bem como saber responder profissionalmente às situações inusitadas e de indisponibilidade de recursos técnicos;
- Respeitar os princípios éticos inerentes ao exercício profissional conhecendo e respeitando os deveres e os direitos que tem como fisioterapeuta, estabelecidos pelo Código de Ética da profissão, zelando e defendendo a imagem individual e coletiva da classe;

Área de Atuação

O Fisioterapeuta egresso do Curso de Fisioterapia do UNI-RN é o profissional que presta assistência ao indivíduo, à família e à comunidade e está habilitado em desenvolver as suas funções nas diversas áreas de atuação profissional. O fisioterapeuta conduz o paciente na reeducação de disfunções motoras e/ou na prevenção e promoção à saúde. Suas atividades poderão ser desenvolvidas nos três níveis de atenção à saúde, ou seja, em nível hospitalar, ambulatorial e domiciliar, bem como em clínicas privadas, empresas, academias de ginástica, clubes esportivos etc.

Mensalidade

Matrícula: R$ 1.175,89. A partir da 2ª parcela: R$ 1.117,09 (mensalidades pagas até o vencimento).

Trabalho de Conclusão de Curso

O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), exigência das diretrizes curriculares do Curso de Graduação em Fisioterapia, é obrigatório e tem como objetivo propiciar ao aluno a demonstração do grau de habilidades adquiridas, o aproveitamento da temática escolhida, o estímulo à produção científica e o treinamento escrito e oral da interpretação crítica da área de estudo.

O Trabalho de Conclusão de Curso tem como objetivo a iniciação científica dos alunos do Curso, sendo dividida em TCC I e II. O TCC I proporcionará condições para que o aluno inicie esta prática com a elaboração de um projeto de pesquisa, enquanto que no TCC II o aluno desenvolverá, de forma prática, o projeto anteriormente idealizado e deverá elaborar o relatório final da pesquisa em forma de artigo científico.

Atividades complementares

As atividades complementares possibilitam o reconhecimento por avaliação de habilidades, conhecimento e competências desenvolvidas pelo aluno, inclusive adquiridas fora do ambiente escolar.

São consideradas como atividades complementares:
- Participação em projetos de assistência e atendimento à comunidade interna e externa do UNI-RN;
- Realização de disciplinas de outro curso superior, não constante do currículo, aceitas pelo Colegiado do Curso e pela Pró-Reitoria Acadêmica, não se constituindo em disciplina complementar do Curso;
- Visitas técnicas;
- Participação em conferências e palestras isoladas, seminários, exposições relacionadas à área do Curso;
- Participação, com apresentação de trabalho, em conferências e palestras isoladas, seminários, exposições relacionadas à área do Curso;
- Apresentação de trabalho (s) científico (s) nos congressos promovidos pelo UNI-RN;
- Curso de extensão na área do Curso;
- Estágio não obrigatório na área do Curso, oficializado pela Instituição;
- Apresentação de Monografia, desde que não seja atividade obrigatória do Curso;
- Extensão Universitária em projeto desenvolvido e aprovado pelo UNI-RN;
- Monitoria e/ou Bolsa de Iniciação Científica;
- Publicação de artigos em revistas científicas;
- Prêmios ou honrarias recebidas por execução de trabalho ou concurso na área do curso.

Diferenciais do Curso

- Clínicas Integradas
As Clínicas Integradas foram preparadas para atender as exigências de acessibilidade ao portador de disfunções diversas, onde os alunos a partir do 6° período atenderão os pacientes oriundos da comunidade nas diversas áreas de atuação da fisioterapia, como: neurologia, ortopedia, reumatologia, geriatria, uroginecologia, dermato-funcional, pediatria e cardiorrespiratória.

- Laboratórios de Práticas Fisioterapêuticas
Os Laboratórios de Práticas Fisioterapêuticas foram construídos especialmente para o curso de Fisioterapia e obedecem criteriosamente às necessidades previstas para o bom desempenho das atividades do curso. A área construída destes laboratórios tem um total de 196,68 m2, distribuídos nos Laboratórios de Práticas Fisioterapêuticas I, II e III.

- As atividades realizadas no Laboratório de Práticas Fisioterapêuticas I visam possibilitar o entendimento do movimento humano com suas possíveis variações, realizando análises cinesiológicas utilizando os diversos recursos semiológicos, disponíveis para avaliação e interpretação. Neste laboratório também é possível facilitar o aprendizado através de simulações de processos patológicos e treinamento das técnicas cinesioterapêuticas, bem como possibilitar o aprendizado através de simulações de processos patológicos e treinamento das técnicas de terapia manual.

- No Laboratório de Práticas Fisioterapêuticas II, trabalha-se o aprendizado através de simulações do tratamento de processos patológicos utilizando os recursos Eletro-Termo-Fototerapêuticos, proporcionando ao aluno maior habilidade e competência para o atendimento de futuros pacientes nos estágios supervisionados. Neste ambiente os alunos também realizam análises e interpretação de imagens e exames complementares.

- O Laboratório de Práticas Fisioterapêuticas III é utilizado para a Disciplina de Próteses e Órteses, bem como para a confecção de órteses dos pacientes atendidos nas Clínicas Integradas.

Matriz Curricular:

Clique aqui para baixar

VOLTAR
SIM, OBRIGADO!